MARANHÃOSANTA INÊS E REGIÃO

‘Duplo latrocínio’, afirma secretário sobre a morte dos pais do deputado federal Cléber Verde

Um dos suspeitos de participar do assassinato dos pais do deputado federal maranhense Cléber Verde (Republicanos), identificado apenas como Fábio, morreu em confronto com a polícia. Um segundo suspeito foi preso e está sendo ouvido, além disso, armas de fogo e celulares já foram apreendidos. E a polícia está em busca de um terceiro suspeito, em uma área de matagal na região em que o crime foi praticado.

As informações foram divulgadas no início da tarde desta quarta-feira (15), pelo secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela.

“O principal suspeito tombou em confronto com a polícia, ele reagiu e foi neutralizado definitivamente pela ação policial. E tem um preso, o interrogatório dele já está em andamento com nossa equipe da Superintendência de Homicídios, para definir as circunstâncias e motivação dessa ação trágica de alto teor de agressividade”, destacou o secretário.

O duplo homicídio

O crime aconteceu no fim da tarde dessa terça-feira (14). A mãe do deputado federal Cléber Verde (Republicanos), Graça Cordeiro Mendes, de 70 anos, foi morta dentro de sua própria fazenda no município de Turiaçu, distante 154 km de São Luís.

Segundo as investigações, o casal estava sozinho na hora do crime. A mãe do deputado foi assassinada a golpes de arma branca e pauladas. Já o pai do deputado foi morto a tiros.

Pais do deputado federal Cléber Verde (Republicanos) são alvo de ação criminosa em Turiaçu — Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal

Já na manhã desta quarta (15), o corpo do pai do deputado federal, Jesuíno Cordeiro Mendes, foi encontrado também no município de Turiaçu, em uma área de matagal. Ele foi assassinado a tiros.

“A mãe morreu no interior da residência. Já o pai se encontrava trabalhando em uma cerca, fazendo reparos, quando deve ter ouvido barulhos e tentou se aproximar da casa e, certamente, foi atingido e tentou fugir da ação dos criminosos, caindo em uma área de matagal. Sendo encontrado já no dia de hoje”, explicou o secretário Jefferson Portela.

Suspeita de latrocínio

De acordo com Jefferson Portela, a polícia ainda está investigando se o crime foi ou não roubo seguido de morte.

“Essa narrativa vamos ter que oficializar, ouvindo familiares que estão lá. Falei agora pouco com o deputado Cléber Verde, que está na casa, no local da fazenda. E nós vamos falar sobre isso de modo oficial, analisando o local do crime, com base no relatório da perícia criminal”, afirmou.

O secretário de Segurança Pública afirmou que o casal de idosos morava sozinho na fazenda.

“A informação que nós temos neste momento é que moravam só. Havia um caseiro que morava com eles, não sei se residia ou só trabalhava. Mas foi demitido há cerca de 30 dias. Nós não temos nenhuma informação sobre a relação (do caseiro) com o fato criminoso, mas nós checaremos todos os detalhes, inclusive com oitiva do caseiro”, finalizou o secretário.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar