Essa tentativa de golpe não irá prosperar, diz Henrique Salgado sobre decisão da Câmara de Vereadores

Essa tentativa de golpe não irá prosperar,  diz Henrique Salgado sobre decisão da Câmara de Vereadores

Após a Câmara de Vereadores decidir iniciar os processos de julgamento das prestações de contas de ex – prefeitos de Pindaré Mirim, o ex – gestor e pré – candidato a prefeito,  Henrique Salgado (PCdoB) usou sua página na rede social Facebook para falar sobre o assunto.

henriquee

 

Henrique Salgado fez um desabafo e disse que se trata de uma tentativa de golpe. O ex-prefeito falou ainda em desesperos de alguns vereadores.

 

“Beira o ridículo as ações desesperadas dos governistas em tentar barrar a nossa candidatura à prefeitura. O medo de nos enfrentar nas urnas é mais do que claro. Hoje, a sessão da Câmara Municipal, foi dedicada a mim, com uma série de discursos recheados de ódio, rancor e pitadas fortes de desespero, por parte de alguns vereadores. Não adianta tentar barrar a vontade do povo. Esta tentativa de golpe não irá prosperar. Minha candidatura seguirá forte, firme e dentro da lei, como sempre esteve. Sabia que enfrentaria essas situações. Esse é preço que se paga por defender principalmente os que mais precisam. Apesar dos obstáculos, o que está escrito por Deus se concretizará: O Pindaré vai sim, voltar a crescer. A Alegria vai voltar! #NãoVaiTerGolpe #DeixaOPovoVotar #ADecisãoÉDoPovo” Diz a publicação.

 

A DECISÃO DA CÂMARA

 

Os vereadores José Victor Cruz e Antonio Martins solicitaram a presidência da Câmara Municipal de Pindaré Mirim a instauração de processos de julgamento das prestações de contas de ex-prefeitos do município. A solicitação dos parlamentares foi apresentada na sessão ordinária desta sexta – feira(12).

vereadores

De acordo com o pedido, a abertura dos processos são das contas enviadas a Câmara Municipal pelo Tribunal de Contas do Estado, com parecer prévio, referentes aos exercícios financeiros dos anos de 1991, 1995, 1996, 2000, 2001, 2004, 2005, 2007, 2008 e 2010.

Estou adentrando nessa ‘casa’ junto com o vereador José Victor Cruz com o pedido de prestação de contas, para que todas as contas, que se encontram nessa casa, de ex-prefeitos possam ser colocadas em julgamento para que de verdade nós possamos fazer o que é certo pela nossa cidade. Essas prestações de contas foram rejeitas pelo tribunal de contas e agora chegou a nossa vez de fazer justiça. Se o tribunal superior rejeitou é porque estava errado e agora os ex-prefeitos que tiveram contas rejeitadas vão passar pela câmara e não tenho dúvidas que aqui não vai ter um vereador que vai votar a favor dessas prestações de contas dos ex-gestores. Agora sim eles vão pagar por todos os erros e desmandos que fizeram com nossa cidade e com nosso povo.” Disse o vereador Antonio Martins.

Alguns parlamentares foram pegos de surpresas com a solicitação. O vereador da oposição Márcio Mendes parabenizou os dois parlamentares pela preocupação mas enfatizou por terem entrado apenas agora. “[…]Desde o começo dessa administração se fala dessa prestação de contas nessa casa e a grande preocupação desses dois vereadores foi de pedir a prestação de contas agora em plena eleição. A preocupação é louvável e eu acho que o Pindaré ele é inteligente. Essa prestação de contas já era para está aqui. Eu acho que isso é uma maneira de desarticular o outro candidato. Essa casa tem um regimento interno e vocês tem que ver como se procede as prestações de contas”.

Já o vereador José Victor Cruz, enfatizou a decisão do STF essa semana e pediu apoio aos parlamentares. “A decisão do Supremo Tribunal Federal repassou todas as atribuições das prestações de contas a nós vereadores. Nada mais justos que nós vereadores dessa casa nesse exato momento fazer nosso papel que foi designado. Portanto, peço a colaboração de todos vocês.” Disse.

De acordo com a presidente da câmara de vereadores, Judite Maria, a prerrogativa é da própria câmara que já iria abrir o processo. A parlamentar disse que a partir de segunda – feira (15) a mesa diretora da câmara vai se reunir e em seguida os processos serão encaminhados para a Comissão de Orçamento e Finanças.

William Junior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *