Evento especial marca o Dia do Poeta da Literatura de Cordel em Santa Inês

Por: William Junior, em 01 /08 /2014, ás12h48

 

 

Hoje, 1º de agosto, é comemorado o Dia do Poeta da Literatura de Cordel. Em Santa Inês, a data não passa em branco, porque o cordelista Moizes Nobre realiza nesta sexta-feira, um sarau em comemoração ao Dia do Poeta da Literatura de Cordel.

MoizesNobre

O evento será na Praça da Saudade, a partir das 19 horas. Este ano, o sarau vai reunir poetas e cordelistas santainesenses, como Canário Branco, Silvestre, professora Norma, Cleiton Costa, Inácio, Luís Henrique, Carlos Denílson e Paulo Rodrigues.

Do município de Zé Doca, estarão presentes o poeta popular Vital Ferreira e o cordelista maranhense Paulinho Nó Cego, que irá lançar seu mais novo trabalho, cujo título é: Um Gol Contra do Crak.

Além do Sarau vai acontecer um bate papo sobre o cordel no Vale do Pindaré com o poeta Moizes Nobre, que é graduado como arte-educador pela Universidade Federal do Maranhão, e está finalizando o mapeamento dos cordelistas do estado, que será publicado em livro ainda este ano, na oitava Feira do Livro de São Luís.

Como atrações musicais, a comemoração do Dia do Poeta da Literatura de Cordel vai ter a participação dos músicos José Carlos Daffé e Jojoh Fersan.

“Fico honrado em fazer parte da história do cordel. Minha missão é inserir esta arte tão popular em todos os lugares possíveis e impossíveis. Sou um entusiasta da Literatura de Cordel, por isso convido a todos para participar deste evento tão singular, que irá acontece na Praça da Saudade, em Santa Inês”, declarou Moizes Nobre.

 

O CORDEL

 

A literatura de cordel é um gênero literário muito popular, que chegou ao Brasil pelas mãos dos Portugueses, instalando-se no Nordeste brasileiro. O nome “cordel” deriva da forma como tradicionalmente os folhetos eram expostos para venda, pendurados em cordas, cordéis ou barbantes.

Acompanhe mais notícias em www.portalpindare.com.br. Siga nossa página no

Facebook.