PINDARÉ - MIRIM

Exclusivo! Vigia noturno feito refém em assalto ao banco de Pindaré conta como tudo aconteceu

O Portal Pindaré conseguiu falar com exclusividade com o vigia noturno que foi feito refém durante o assalto ao Banco do Brasil de Pindaré Mirim, na madrugada do último sábado, dia 28. Com medo, o homem pediu para não ser identificado.

Veja abaixo o relato da vítima:

“Eu estava fazendo a ronda, no sentido Conselho Tutelar ao Banco. Passei e tudo estava normal até esse momento. Terminei de fazer a ronda até o Engenho Central. Aí o que aconteceu foi o seguinte: comecei a conversar com um amigo meu que ajeita as canoas para os peixeiros, que as canoas são retiradas todos os dias e colocadas todos os dias.

Quando estou voltando de fazer a ronda para eu sentar em frente ao Supermercado Batalha, e quando vou chegando a uma farmácia, quase em frente ao banco, eu fui abordado por um dos assaltantes que saiu de dentro do banco.

Eu fui abordado e ele me levou em frente a Loja Rebeca – em frente ao banco – eu resolvi botar o facão no chão e ele disse que podia. Até então não sabia que tinha outro assaltante dentro do banco.

Aí eu me sentei de uns segundos ou minutos, nessa hora a gente não se lembra de tempo porque a gente fica tão afetado do psicológico, e saiu um outro assaltante de dentro do banco, enquanto o que me abordou estava junto comigo, me vigiando, e o assaltante saiu correndo de dentro do banco, aí acontece a explosão.

Aí o assaltante que me abordou já me levou para dentro da agencia, me obrigou a segurar o saco do dinheiro, enquanto o que tinha me abordado toda hora ia na porta para ver se vinha alguém na porta do banco.

Aí fizeram todo o assalto e chegou na porta, pegou a sacola da minha mão e mandou eu vazar. ‘Vaza filho da ****’ e eu sair em direção ao Carcará enquanto eles iam para o lado esquerdo sentido a moto que eles estavam.

Chego mais na frente do Carcará dois caras também de moto de máscara passaram, mas eu não sei se era do bando deles, se estavam fazendo parte. No caso seriam quatro.

Continuei andando e chegando depois do engenho central eu chamei o rapaz peixeiro e eu contei o que aconteceu, e aí eu fui voltando e vi que os assaltantes tinham saído, foi quando a polícia chegou.”

Confira mais informações, clicando aqui.

O assalto

De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar, era por volta das 3h, deste sábado 28, quando a PM foi informada que a agência do Banco do Brasil de Pindaré-Mirim estava sendo arrombada.

As equipes de serviço de Santa Inês e de Pindaré Mirim foram para o local e constataram a explosão de 1 caixa eletrônico.

A PM informou que, conforme relato de uma testemunha, chegaram dois elementos de máscaras em uma moto de cor preta, e o fizeram de refém levando para próximo do Banco e neste intervalo colocaram os explosivos e detonaram logo após.

Após o roubo, os criminosos teriam fugido sentido Santa Inês.

A guarda do quartel fez uma barreira em frente ao prédio mas nenhuma moto passou pelo local, sendo que existem outras vias de acesso. As buscas pelos assaltantes continuam intensas.

Não foi divulgada a quantia levada.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar