Lava – jatos com uso de bombas são retirados das margens do Rio Pindaré

Lava – jatos com uso de bombas são retirados das margens do Rio Pindaré

A secretaria municipal de meio ambiente vem trabalhando intensamente coibindo práticas ilegais que vem de encontro às legislações ambientais. Durante os dois anos em exercício, a secretaria vem se empenhando para fazer com que as normas sejam cumpridas, principalmente no que diz respeito ao Rio Pindaré.

Local onde funcionava os lava - jatos. Foto: William Junior/Portal Pindaré
Local onde funcionava os lava – jatos. Foto: William Junior/Portal Pindaré

Um dos casos de maior relevância foi a normalização dos banheiros do Bar Flutuante. Os mesmo não estavam de acordo com o que determina lei e contribuía pelas péssimas condições de higiene do Rio Pindaré, prejudicando os peixes e atingido até a saúde da população pindareense.

flutuante

Na ocasião, a secretaria de meio ambiente realizou uma fiscalização, constatou as irregularidades, notificou o proprietário que já vinha demonstrando interesse em mudar a realidade do bar mais conhecido do município e aguardou o prazo para regulamentação. Depois foi constatado em loco o resultado e agora os resíduos são despejados em reservatórios instalados na parte inferior do bar, através encanações e serão retirados semanalmente para serem levados para um destino final.

Um outro problema que afetava diretamente o Rio Pindaré eram os lava – jatos que funcionavam com uso de bombas elétricas no caís e tudo que saia dos veículos, tais como óleo, graxas e outros seguiam um só destino, o Rio Pindaré. Com isso, a secretaria de meio ambiente notificou os proprietários das bombas, que não são os flanelinhas que lá trabalhavam, para a retirada dos equipamentos.

A notificação não foi atendida e foi enviado um embargo para retirada das bombas em até 24 horas. Eles obedeceram, mas dias depois voltaram com as bombas para o local. Com isso, a Polícia Militar foi acionada para retirar os equipamentos do local, o que aconteceu na manhã de quarta – feira (18).

Secretário de Meio Ambiente, Bnedito Castro Neves

O secretário, Benedito Castro Neto destacou que o trabalho alí desempenhado era para que fosse cumprido o que diz a Legislação Ambiental e a proteção do meio ambiente.

_ O problema era somente a questão ambiental. Diversos produtos químicos iam em direção ao Rio Pindaré, além de graxa, óleo e outros produtos nocivos. Destacou o secretário.

Sobre os flanelinhas, Benedito Castro Neto enfatizou um programa que vai ajudar todos eles.

_ Vamos realizar já na próxima segunda – feira um reunião com todos os flanelinhas e vamos credenciar eles para participar de um projeto social para melhorar as condições de trabalho de cada um. Vamos padronizar todos eles com a distribuição de uma farda, distribuição de bonés e protetor solar. Frisou o secretário.

Um dos flanelinhas que trabalha há 34 anos no local disse que agora todos vão trabalhar em harmonia e ganhando o mesmo valor. E falou ainda que concorda com a ação desempenhada. Apesar de todo o esforço, a quem ainda não concorde com a atitude tomada pela secretaria de meio ambiente do município.

William Junior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *