Obra de restauração do Engenho Central de Pindaré Mirim será entregue só em 2018, diz Sinfra

Por: William Junior, em 12 /12 /2017, ás17h49

Previsto para ser concluído no mês de outubro e depois adiado para dezembro, a obra de restauração do Engenho Central de Pindaré Mirim, que será adaptado para funcionar como um Centro Vocacional Tecnológico (CVT), só deverá ser entregue em janeiro de 2018, conforme informou ao Portal Pindaré na tarde desta terça-feira(12), por meio de nota, a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra).

A nota esclarece ainda que as praças que estão em reforma serão entregues juntamente com o Engenho Central.

restauracao engenho central

NOTA

A Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra) informa que a obra de readequação do Engenho Central de Pindaré-Mirim será entregue em janeiro de 2018, devido a um túnel encontrado durante as obras. O local precisou ser avaliado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e por isso, as obras ganharam novas intervenções.

Sobre as praças, a Sinfra esclarece que a reforma segue cronograma previamente estabelecido e que estas serão entregues juntamente com o novo Engenho Central.

Att,
Secretaria de Estado da Comunicação Social e Assuntos Políticos

A OBRA

Com investimento de mais de R$ 4 milhões, os trabalhos de restauração do monumento começaram em novembro de 2016, por meio de parceria do Governo do Maranhão com a Prefeitura de Pindaré-Mirim, Ministério Público Federal, Ministério da Cultura e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O Governo do Estado estabeleceu um termo de cooperação técnica com o Iphan viabilizando recursos necessários para a conclusão da obra que será complementada pelo Tesouro Estadual.

engenho foto 04

 

A RESTAURAÇÃO

O Engenho Central vai funcionar como Unidade Vocacional do Instituto de Educação, Ciência, Tecnologia do Maranhão (Iema). No local haverá salas de aula, laboratórios, auditório para 154 lugares, entre outros espaços necessários para as atividades de educacionais. A proposta é que o imóvel funcione, também, como equipamento cultural e área para exposições.

engenho foto 02

Para oferecer um ambiente agradável aos visitantes e alunos os serviços serão ampliados para a área externa do Engenho. Será construído um piso em blocos de concreto com rampas de acessibilidade, espaços para jardins com plantio de árvores regionais e grama. Além disso, no entorno será instalado postes, luminárias, bancos e lixeiras. A Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra) realizará a urbanização do entorno do prédio.

O PATRIMÔNIO

O Engenho Central São Pedro, construído em 1880, deu origem ao município de Pindaré-Mirim. É uma obra simbólica, pois é um imóvel que representa um período importante da história do Maranhão.  É um exemplar arquitetônico açucareiro, testemunho de um ciclo histórico agroexportador maranhense. No local eram refinadas toneladas de açúcar, atraindo lucro para a região, na segunda metade do século XIX. O engenho possibilitou que Pindaré-Mirim fosse a primeira cidade a ter luz elétrica e linha de trem no estado.

Acompanhe mais notícias em www.portalpindare.com.br. Siga nossa página no

Facebook.