PINDARÉ: REALIZADA CAMINHADA DO DIA “D” DE COMBATE A DENGUE, TUBERCULOSE E HANSENÍASE

Todos nós sabemos o quanto a dengue pode ser perigosa, assim como a Tuberculose e Hanseníase e para combater essas doenças, nada mais importante do que a prevenção em nosso município. Para tanto se institui o dia “D” municipal de combate a Dengue, Tuberculose e Hanseníase, oficializado com uma caminhada para mobilização da sociedade.

Na última sexta – feira, a Prefeitura de Pindaré Mirim através das Coordenações de Vigilância Epidemiológica, Programa Saúde na Escola, Programa de Controle a Tuberculose e Hanseníase e demais coordenações de saúde com o apoio da Secretaria de Saúde e Secretaria de Educação, promoveram a caminhada do dia “D” municipal.
A caminhada contou com a participação em peso de profissionais da saúde (enfermeiros, Agentes Comunitários de Saúde, Agentes de Endemias, funcionários da SEMUS, do hospital, Coordenadores dos programas da saúde), funcionários da Secretaria de Educação e escolas (diretores, coordenadores pedagógicos, professores e alunos) e demais secretarias do município, além é claro da própria população de Pindaré Mirim que acompanhou com entusiasmo a caminhada.

Tanto os profissionais da saúde quanto as escolas que participaram da ação levavam cartazes, faixas e panfletos (distribuídos a população) com informações sobrem às medidas necessárias para prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti e sobre o tratamento da Tuberculose e Hanseníase.

Esta caminhada faz referência ao Combate a Tuberculose. A doença é causada pelo mycobacterium tuberculosis, e é transmitida de forma direta, ou seja, de pessoa para pessoa, através de gotículas de saliva contendo o agente infeccioso por meio do espirro, tosse ou mesmo da fala. Os principais sintomas são febre com suores e calafrios noturnos, dor no peito, tosse com expectoração, algumas vezes com sangue e a perda de apetite.
O dia D também fez alusão a campanha de combate a Hanseníase. A hanseníase é uma das doenças mais antigas na história da medicina. É causada pelo bacilo de Hansen, o Mycobacterium leprae: um parasita que ataca a pele e nervos periféricos, mas pode afetar outros órgãos como o fígado, os testículos e os olhos. Manifesta-se no aparecimento de manchas dormentes, de cor avermelhada ou esbranquiçada, em qualquer região do corpo. O diagnóstico consiste, principalmente, na avaliação clínica. Esta doença é capaz de contaminar outras pessoas pelas vias respiratórias, caso o portador não esteja sendo tratado.
Blog Portal Pindaré

desenvolvedor design

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *