Polícia Civil prende suspeitos com arma, drogas e 28 galos em Santa Inês

Por: William Junior, em 30 /10 /2019, ás09h30

A Polícia Civil do Estado do Maranhão, através da 7ª Delegacia Regional de Santa Inês – MA, coordenada pelo Dr. Elson Ramos do Nascimento, através da equipe de capturas, após o recebimento de várias denúncias via WhatsApp Denuncia, e uma investigação que durou aproximadamente três (03) meses, as quais informavam que em um determinado sitio na periferia de Santa Inês, funcionava uma “Rinha” clandestina de galos e que tinham em posse dos acusados denunciados, armas de fogo e a comercialização de drogas, sítio este de propriedade de Gilson Ricardo de Menezes.

000034333076-ac43-4930-b09b-7a3cb713a5d00007a

Diante dos fatos e da investigação, a Policia Civil de Santa Inês – MA, desencadeou uma operação na tarde desta terça-feira(29), deslocou-se até o local investigado, que após uma breve revista no local foi confirmado as denúncias, onde foram encontrados: 38 kg de maconha, in natura e prensada, um revolver cal.38, onze munições cal.38, uma prensa, uma balança e uma motocicleta Honda/Pop placa PTM 7749 cor branca.

0000887a7e76-f336-4acf-9ae5-05820d09e8f9

Também foram encontrados, em condições de maus tratos, 28 galos, aves essas utilizados nas brigas de galo( Rinha) que o acusado “Gilson” promovia no sítio.

000009b1991ce-36b2-4786-8a0d-0498e2b8a001

Diante dos fatos, foram conduzidos para a Delegacia Regional de Santa Inês – MA e autuados em flagrante, Gilson Ricardo de Menezes de Sousa que irá responder pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico, posse irregular de arma permitida e maus-tratos de animais.

No sitio, ainda estavam Luís Victor Santos de Matos, Tony Macley Sousa Silva e Claudio Vinicius da Conceição Morgado, estes fazendo a segurança da propriedade, das drogas e animais, os três (03) acusados irão responder pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico, e logo após os procedimentos de praxes todos os acusados serão encaminhados para o Sistema Penitenciário Estadual, onde ficarão à disposição da justiça.

Acompanhe mais notícias em www.portalpindare.com.br. Siga nossa página no

Facebook.