PINDARÉ - MIRIM

Professores voltam a realizar manifestação em Pindaré Mirim

Na manhã desta segunda-feira(10), os professores da rede municipal de ensino de Pindaré Mirim voltaram a se manifestar. De acordo com a coordenação do Sinproesemma do município, o motivo do ato é devido a falta de pagamento das férias dos profissionais da educação em atraso, pagamento das promoções e progressões em atraso desde 2017, além dos precatórios do Fundef.

Outra reivindicação é o atraso no pagamento do salário referente ao mês de julho, que até o momento dessa publicação ainda não tinha sido creditado nas contas dos servidores.

A manifestação iniciou em frente a prefeitura, depois foi para a frente do Ministério Público, Secretaria Municipal de Educação e o Fórum de Justiça. O ato contou com a presença de aposentados e pensionista que também estão com o pagamento do benefício atrasado.

O RETORNO DAS AULAS

O Sinproesemma emitiu na semana passada um comunicado informando ser contra o retorno das aulas remotas ou online, prevista para serem iniciadas nessa segunda-feira, dia 10 de agosto.

“Tendo em vista essa pauta financeira, há ainda também a questão que a secretaria municipal de educação não apresentou nenhum plano de ação para a retomada das aulas; as escolas não tem estrutura nenhuma, inclusive a Escola Maria Amélia Silva desabou e todas as condições físicas das escolas se encontram precárias. As escolas não foram higienizadas e por conta disso os servidores da educação se recusam a retomarem as aulas”, disse Michael Alves, coordenador do Sinproesemma em Pindaré Mirim.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar