A morte de centenas de peixe em Pindaré Mirim…

Por: William Junior, em 05 /10 /2017, ás14h27

Os moradores do povoado Colônia Pimentel denunciam a morte de centenas de peixes em um trecho do Rio Zutiua, em Pindaré Mirim. De acordo com a comunidade a causa da mortandade seria a obra em uma barragem que está sendo construída a pedido da comunidade Morada Nova, para tentar impedir que um lago próximo desapareça por conta do assoreamento.

peixes

A comunidade conta que os peixes que chegam até a barragem ficando presos nas pequenas poças d’água que sobram do rio que seca por conta do assoreamento. A obra criou um problema para os moradores, que por conta da distância para outras lagoas e do baixo nível de água no Rio Zutiua, não tem como pescar e nem chegar a outro lago próximo.

A obra foi iniciada há cerca de dois anos pela administração anterior de Pindaré-Mirim e chegou a ser dada como concluída, mas a estrutura não resistiu à primeira enchente no ano passado. A construção foi iniciada pela gestão passada com recursos da Vale, que repassou R$ 1,7 milhões de reais do município. Reparos foram feitos no local, entretanto a força da correnteza derrubou tudo o que estava pronto. Entre os escombros os peixes ficam presos e acabam morrendo.

Os moradores das comunidades afetadas reclamam da falta de assistência do poder público e pedem a solução da situação. “É necessário que as comunidades entrem em acordo porque a nossa reivindicação não é contra a barragem, pois o lago vai servir para nós, mas nós não estamos a favor de ter nosso acesso interrompido. O nosso rio aqui em baixo não tem nenhum tráfego, aqui fechou e a água não está tendo escoamento de maneira correta. O certo é ser aberto um canal, esse aqui foi aberto para que fosse feita essa passagem mas esse canal não comporta a passagem de uma canoa”, disse Antônio Sousa, pescador.

Em uma reunião realizada na última segunda-feira (2), os secretários de Meio Ambiente e Obras de Pindaré e representantes das comunidades Morada Nova e Colônia Pimentel, ficou definido que será construída uma segunda barragem um pouco abaixo da Colônia Pimentel para evitar que o rio fique seco entre o povoado e a primeira barragem. Do G1 MA

Acompanhe mais notícias em www.portalpindare.com.br. Siga nossa página no

Facebook.